Brasil volta a enviar milho à China
Um navio carregado de milho partiu em meados de setembro do Brasil e deve chegar nos próximos dias à China. É o primeiro embarque desde que o mercado chinês foi oficialmente reaberto ao cereal brasileiro, no fim de março.

O envio foi comemorado como um avanço pelas autoridades brasileiras, mas não clareou as incertezas que ainda cercam a exportação de milho para a China.

A maior dúvida é em relação a uma variedade de milho transgênico usada no Brasil, MIR 162, que não foi aprovada pelo Ministério da Agricultura chinês.

A variedade também é a mais usada pelos produtores dos EUA e da Argentina, que ao lado do Brasil estão entre os três maiores exportadores de milho do mundo.

No início do ano, a China barrou um carregamento do cereal procedente dos EUA, alegando ter detectado indícios da variedade MIR 162.